quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Oxent Groove - (2010) Os 4 Cabras


Os dias passam e nós levamos as coisas meio que de qualquer jeito, empurramos com a barriga as tarefas e as obrigações, nos preocupamos com o básico no dia-a-dia e tudo flui dentro da mesmice de sempre. Mas, acontece que de vez em quando aparece-nos uma ligeira surpresa para quebrar o ciclo da rotina, uma aventura passageira, uma viagem inesperada, um romance por acaso, ou um puta disco que você nem imaginava que existia neste mundão. Falarei hoje do debut, Os 4 Cabras, dos paraibanos do Oxent Groove. Progressividades virtuosísticas na linha de um Jazz Fusion arretado, logo de início, arrebatam alucinadamente a cachola e misturam-se a um forró cabuloso cheio de sanfonas esmerilhadoras de notas espiraladas. A ousadia é tanta, que em alguns leves momentos, a rapaziada lança umas quebradeiras nervosas ao estilo Avant-Garde. Há refinamento e bom gosto em passagens de extrema beleza e finura jazzística-forrózística. Combinação quente e muito bem arquitetada! Sem exagero, eu coloquei Os 4 Cabras na minha lista de melhores discos nacionais de todos os tempos!

Oxent Groove - (2010) Os 4 Cabras:

01 Mel No Frevo
02 Br Blues
03 Os 4 Cabras
04 Saudades De Severino
05 Arabalão
06 Sibito Brabo
07 Pérolas
08 Luar Nas Águas
09 Na Brisa
10 De Repente Groove

Deguste um FULL Fluxo:



O artista não possui página oficial, portanto, siga o Fluxo !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...