segunda-feira, 4 de julho de 2016

Dojo Cuts - (2012) Take From Me


Continuemos com a pegada malemolente e cheia de balanço maroto deste mês de Julho. Apresento-lhe os australianos do Dojo Cuts e seu segundo álbum Take From Me, com a maravilhosa participação especial da também maravilhosa Roxie Ray. Aquele jeito saboroso de se fazer música permeia toda a bolacha: um soul-funk refinado com técnica simples, natural e bem orgânica, derramam composições repletas de paixão e sensualidade estimuladoras de abraços calorosos e beijos molhados com nossos respectivos afetos. O disco mantém o ritmo com coerência e objetividade, onde cada canção demonstra um propósito claro e firme no resultado buscado - a naturalidade no fluxo do incendiário desdobramento passional. A bela voz de Roxie, como que um instrumento à parte, desenha melodias e sentidos que de fato, só o instrumental, nesse caso, não daria conta sozinho. O canto da moça encarna sentimentos e emoções dum relacionamento amoroso em término, de fogosos desejos arrebatadores da alma, ou duma dor a muito tempo esquecida mas que ainda lateja nas sombras e brechas do coração. Muito bom. Tchau!

Dojo Cuts - (2012) Take From Me:

01 El Entro
02 I Can Give
03 Easy To Come Home
04 Mamacita
05 Lift Me Up
06 Sonny's Strut
07 My Love Is All About You
08 In This Moment
09 Sometimes It Hurts
10 I'd Rather Go Blind
11 Take From Me
12 What Do I Have To Do

Deguste um fluxo:



Morosidade flutuante e a linda Roxie Ray para nos deixar sem fôlego (faixa Easy To Come Home):



Visite a página do artista: Dojo Cuts

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...