segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Tune Yards - (2014) Nikki Nack


Jurava que a voz de Merrill Garbus era a de um homem, antes de saber que o vocalista do Tune Yards é uma mulher. Aí eu vi uns vídeos do grupo ao vivo e confirmei minha ilusão auditiva. Ela canta muito bem, e junto com suas backing vocals, constroem deliciosas espirais melódicas, surfam em experimentações silábicas e fazem malabarismos solfejantes no cantar. E não só cantam, como também, se divertem em danças, interpretações e dramatizações cantarolescas; a voz é o instrumento principal no Tune Yards. A influência da música africana em seus trabalhos é mais do que evidente; os instrumentos percussivos formam praticamente toda a base das composições e os efeitos eletrônicos são apenas adereços de texturização ambiental. Tanto é verdade que fora todo material percussivo, o que se tem de diferente no uso da banda, é uma linha de baixo e um tecladinho sintetizado. Tune Yards faz muitíssimo com pouquíssimo. Poucas bandas conseguem explorar sua potencialidade criativa sendo tão econômicas. Nikki Nack é o terceiro álbum do grupo, e vale a pena saboreá-lo nestes derradeiros dias de 2014.

Tune Yards - (2014) Nikki Nack:

01 Find A New Way
02 Water Fountain
03 Time Of Dark
04 Real Thing
05 Look Around
06 Hey Life
07 Sink O
08 Interlude Why Do We Dine On The Tots
09 Stop That Man
10 Wait For A Minute
11 Left Behind
12 Rocking Chair
13 Manchild

Deguste um Fluxo:


Maluquices psicodélicas !!!


Ao "vivis" !!!


Visite a página do artista: Tune Yards

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...